Porque all star é vida! postado por Erica Bourguignon

 

Sempre penso em colocar uma peça que surpreenda no look e dessa vez escolhi deixar para os complementos tamanha responsabilidade, rs.  Me sinto atualmente a “louca dos lenços”, não me canso de buscar novas opções, dar uma leitura nova e dessa vez usei a peça para marcar a cintura e promover um mix de estampas.  Adoro esse truque, é excelente para iniciar um mix de forma mais tímida e assertiva entre duas estampas, com a mesma base e um ponto de luz.

Já deu para perceber que se gosto de uma peça, repito mil vez.  Não tenho nenhum problema com isso, e às vezes me deparo com esse questionamento: Como não usar uma peça que te fez morrer de amores?  Esse tênis já virou o meu xodó e virou a minha salvação nesta fase de pé torcido, rs. Adoro esse shape que ele tem e além de dar mais bossa ainda à originalidade do all star.

Esse modelo platform é vida e foi amor instantâneo!  Várias pessoas já me perguntaram no instagram @ericabourguignon sobre ele.  Trouxe de viagem, mas já vi vender aqui.

O que são esses brincos espelhados de boca da @basfond?  Gente, um minuto de silêncio, porque morri quando os vi. KKKK   Digo que eles são o cool de qualquer produção, vocês não concordam comigo?

 Blusa – Zara

Calça  - Zara

Clutch – Vintage

Tênis  - Converse 

Pulseiras e braceletes – Mundo Lilac

Brinco Boca – Basfond

Lenço – Zara

A enlouquecida aqui por modelos converse diferenciados e cheios de estilo, listou os mais arrebatadoras, uma curadoria que anda me fazendo implorar para a nossa senhora do cartão de crédito, rsrs:

. Os tão falados platforms (foto 1), uma pitada fashionista ao tradicional modelo;

.  A parceria estrelada e super fun da Converse com a Comme des Garçons (foto 2);

.  A versão sandália toda recortada (foto 3) , meio gladiadora e meio tênis e o modelo luz com salto embutido no vulcanizado (foto 4) são minhas apostas para turbinar a nuvem all star que está sendo sentida por aí, rs.

Comments

comments

Que tal uma ajudinha extra…? postado por Erica Bourguignon

 Quando recebi o convite para falar aqui sobre o Happn, fiquei lembrando de todas as experiências incríveis que tive por conta da vibe tecnológica que vivemos nos dias de hoje.  De todas experiências que pude presenciar de amigos meus que se conheceram por meio da internet e de todas as conexões de amizades que fiz no mundo virtual por conta do blog.  Hoje acredito, todo mundo tenha pelo menos uma experiência para contar nesse sentido, sendo sua, de um parente, ou até mesmo de algum amigo.  Só eu tenho várias para contar…rs.

 Por isso acabei topando falar dele por aqui!  Imaginem um app que conecta pessoas que cruzaram com você na vida real?  Na mesma hora pensei naquela hora que ficamos frente ao espelho escolhendo a produção que iremos usar todos os dia, preocupadas com a “interessância” no resultado, se vamos atrair olhares e se vamos ser lembradas.  Ta aí, o Happn é a solução tecnológica para que aquele olhar que foi percebido, não se perca depois de uma vez cruzado.

Fiquei tão curiosa com a proposta, e fui logo baixar!   Logo que você entra, são apresentadas em uma timeline todas as pessoas que passaram pelo seu caminho – e é claro, e que também têm o app, haha.  Ele diz quantas vezes vocês já se cruzaram e em quais lugares, se vocês tem amigos em comum e ainda descreve pontos de interesse entre os perfis.

No entanto, para que duas contas consigam conversar entre si, é necessário que ambos “curtam” os perfis alheios. Uma peculiaridade do aplicativo é que essa sinalização é secreta: a pessoa não é avisada que foi “curtida”, tornando o processo de encontro mais espontâneo e interessante.

Explicando melhor: Se despertar “um clique” em alguém da sua timeline, basta apertar o botão do coração e se ele estiver apertado também, iniciará uma crush, vocês irão poder se falar.  E se isso não acontecer, o melhor dos mundos é saber que a vida seguirá como era antes e nada impedirá que vocês voltem a se cruzar e  que  os “corações” sejam clicados, hehe.

 Timeline do app! 

O aplicativo, fenômeno na Europa, foi lançado recentemente aqui no Brasil, e os números de usuários não param de crescer.  É grátis, disponível para iOS e Android, e você pode baixar clicando aquie ainda, diferentes de outros aplicativos do gênero, é super fácil de usar.

 Publicidade

Ta aí mais uma forma turbinada de conhecer pessoas, começar relacionamentos e quem sabe até construir histórias…  Eu tive a sorte de esbarrar com o amor da minha vida duas vezes seguidas até me apaixonar, uns falam que é destino…. Que tal ajudá-lo?

Ilustras lindas do Felipe Guga (@ofelipeguga).

Comments

comments

Moda, Sustentabilidade e Inclusão Social no Ateliê de Ideias postado por Erica Bourguignon

Ainda não tinha conseguido parar e falar sobre a palestra que participei a convite da empresária Irma Alves, no charmoso e descolado Ateliê de Ideias, da design de joias Monica Rosenzweig em Ipanema.  Quem me segue no instagram @ericabourguignon acompanhou um pouquinho da noite que era dedicada ao projeto da empresária, o Fashion Inclusive Brazil, um plataforma que engloba Moda, Sustentabilidade e Inclusão Social, com um e-commerce de moda, uma revista e desfiles que acontecerão aqui no Rio nos dias 13 e 14 de junho no Espaço da Ação e Cidadania. 

O evento reuniu muita gente bacana e engajada com o tema, onde foi colocada uma reflexão super necessária e bem-vinda para a moda, principalmente nos últimos tempos.

 Com a empresária Irma Alves, do Fashion Inclusive Brazil. 

 Debater sobre o “vestir consciente”, reutilização das peças, empreendedorismo X responsabilidade social, a busca de matériais que causem o menor impacto negativo possível ao meio ambiente, a valorização do artesanal, design e inovação, questões que devem ser encaradas com muita maturidade, pois esse é um dos grandes desafios que vivemos hoje, não só na indústria da moda, mas em quase todas as indústrias do mundo.

Como lucrar sem afetar os 4 pilares do tema?  É preciso grandes esforços, além de uma grande mudança cultural que pode levar décadas para acontecer, porque são muitas as questões políticas e econômicas então atreladas.  Incentivos e mudanças tributárias são fundamentais para que possamos executar a consciência adquirida.  Acredito que o foco na responsabilidade social pode nos ajudar muito para que esse discurso não fique só no nosso imaginário.

Com a diretora da faculdade Candido Mendes que cursei, a querida Cecilia Mendes

 Com a Irma Alves e a empresária e blogueira Julia Morales. 

 E com a querida design de jóias Monica Rosenzweig.  

  Com leitoras queridas e estudantes de moda.

Quero agradecer muitíssimo a todos presentes pela troca e imenso carinho, a todos que nos ajudaram a construir esse momento e em especial ao Fashion Inclusive Brazil pelo convite.

Obrigada mesmo!

Comments

comments